Dia da Música Raiz: artistas como Teodoro & Sampaio, Dani & Danilo e Carlos Randall serão homenageados em São Paulo

Outras personalidades do universo sertanejo também estarão presentes em grande evento na Câmara Municipal.

Não é força de expressão, definitivamente, o “segura peão que o chão vai tremer”, será uma realidade em São Paulo! No dia 21 de novembro, terça-feira, a partir das 19h, o Salão Nobre da Câmara Municipal receberá diversos artistas e personalidades da música sertaneja para a comemoração do Dia Municipal da Música Raiz. O evento será presidido pelo vereador Eliseu Gabriel (PSB), autor da lei 15.145/10 que institui a data na cidade e realiza esse evento há mais de dez anos.

Entre os destaques da noite, a dupla Teodoro & Sampaio, com mais de 50 anos com a mesma formação, será homenageada na figura do cantor Teodoro, que também dará uma “canja” cantando um de seus sucessos durante o evento. Além dele, nomes como: Sergio Fontinelly (radialista e criador do Sistema Prata de Rádio), a intérprete e cantora Viviane Vidmar, o compositor Carlos Randall, a dupla Dani e Danilo, o cantor Adelson Barros, as cantoras Eliane Camargo e Beatriz Ribeiro e o saudoso Zé Guela, importante figura da música raiz da região Noroeste da capital, que será representado pela família, também receberão homenagens na Casa do povo paulistano.

O comando da festa ficará com o jornalista, radialista e apresentador César Galones, um dos principais comunicadores da música raiz em todo o Brasil. Ele começou narrando futebol amador em sua cidade natal, Bom Jesus do Divino (MG) e por 20 anos foi locutor de rádios de São Paulo até conquistar todo o país apresentando os programas sertanejos da TV Aparecida.

Muita moda de viola…

“Sempre gratuita e aberta ao público, a comemoração acontece, anualmente, com muita moda de viola e contou com a participação de grandes figuras da nossa música raiz, ícones como Inezita Barroso, Irmãs Galvão, Geraldo Meirelles, o radialista Tony Gomide, Nalva Aguiar, a dupla Cacique e Pajé e, inclusive, o também saudoso Tinoco, da dupla Tonico e Tinoco, todos eles já foram homenageados pelo Dia Municipal da Música Raíz da cidade de São Paulo, uma data muito importante para nós como público e para todos esses grandes artistas”, comentou o vereador Eliseu Gabriel.

Neste ano, a data festiva que é comemorada no mês de agosto (14/08) acabou sendo adiada para o mês de novembro, por motivos técnicos, de calendário do legislativo paulistano. O evento também receberá a presença de comitivas como Os Caipiras do Jaraguá e a do Bar do Cavalo. A entrada do público é gratuita.

Ainda segundo Eliseu Gabriel, a música raiz é uma das mais completas traduções da cultura brasileira. “Esse evento é uma luta para resgatar os valores importantes da nossa cultura popular e valorizar nossos artistas. É sempre muito emocionante realizar esse encontro e estar ao lado de artistas tão grandiosos e importantes. São pessoas que, por meio da música e da poesia, contam a história da formação do nosso povo”, destacou o parlamentar

Homenageados em 2023

Teodoro & Sampaio – Uma das maiores duplas sertanejas do Brasil, Teodoro & Sampaio conquistou fãs de todas as gerações. Desde 1980, formada inicialmente por Aldair Teodoro da Silva e Gentil Aparecido da Silva, o nome da dupla é uma homenagem à cidade paulista de Teodoro Sampaio. Nos 40 anos de formação da dupla foram gravados 37 álbuns, entre Lps e Cds e Dvds, colecionando vários discos de ouro, platina e diamante. Seus maiores sucessos são Vestido de seda, Mulher chorona, Paixão proibida, entre muitos outros. Sua mais recente gravação foi o DVD 40 Anos de História, com releituras de grandes sucessos da dupla.

Sergio Fontinelly – Radialista renomado em todo o Brasil criador do sistema Prata de Rádio, que foi uma inovação ao adotar o formato de transmissão exclusivamente por streaming. Ao longo de uma década, a Prata FM se consolidou como uma das rádios sertanejas do segmento raiz mais ouvidas pela internet em São Paulo, segundo o portal rádios.com.br. A emissora é aclamada como a 3ª rádio sertaneja raiz mais ouvida no estado de São Paulo e a 7ª rádio raiz mais ouvida do Brasil. É também a voz por trás do programa “Alô Bom Dia”, presente em mais de 20 estações de rádios FM em todo o país, tocando diariamente os maiores sucessos da música caipira e os clássicos do sertanejo dos anos 80 e 90.

Viviane Vidmar – Cantora, iniciou sua carreira em 1992 no Rio Grande Do Sul. Iniciou suas atividades como cantora na Orquestra Záccaro & Cantores e gravações no programa de TV Italianíssimo pela CNT e depois Canal 21 da Band. Recebeu o Prêmio Destaque Cantora pela Academia William Shakespeare na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, capital onde vive atualmente. Preside a CooperArt&Som, uma cooperativa de artistas e pessoas ligadas à música: compositores, cantores, maestros, músicos, dançarinos, coreógrafos, atores, maquiadores, técnicos de som, cinegrafistas, editores, iluminadores, entre outros. São mais de 400 cooperados. A cooperativa também acolhe mais de 30 artistas que precisam de auxílio.

Carlos Randall – Um dos principais compositores da música sertaneja, nascido em Santa Helena, Goiás, é autor de mais de 3.200 músicas gravadas pelos principais intérpretes do país. Recebeu dois Grammys Latinos, um dos maiores prêmios da música: em 2010, como melhor obra sertaneja “Tapa na cara”, interpretada pela dupla Zezé Di Camargo & Luciano e, em 2018, com a música “Foi só um caso”, com Chitãozinho & Xororó e participação de Marília Mendonça. Randall também já teve suas canções gravadas por artistas de outros gêneros, como o samba e o forró.

Dani & Danilo – Há 35 anos no mercado da música sertaneja, a dupla de amigos já gravou com artistas consagrados do estilo , como Matogrosso e Mathias, Gian e Giovani, Marciano, Silvio Brito, As Galvão, Teodoro & Sampaio, Tinoco, entre outros. Em 2022, lançaram o Podcast “Dani & Danilo, Alma Caipira”, que é exibido todas às segundas-feiras (19h) nas redes sociais da dupla.

Joãozinho – Instrumentista de viola caipira, contrabaixo, guitarra, cursou a universidade livre de música (ULM) onde concluiu o curso de violão erudito. No início do ano 2000 passou a ser integrante do conjunto Regional do programa Viola Minha Viola da TV Cultura, apresentado por Inezita Barroso.Com vasta experiência, produziu gravações e shows de artistas renomados como: Liu e Léu, Pedro Bento e Zé da Estrada, Leyde e Laura, Otávio Augusto e Gabriel, Léo Canhoto e Robertinho, Daniel, Muniz Teixeira e Joãozinho, dupla da qual é integrante. Atualmente ministra cursos práticos e teóricos de música e instrumentos tais como: viola caipira, violão, baixo, guitarra, cavaquinho e outros

Adelson Barros – Cantor, compositor e instrumentista, nascido em Cidelândia, Maranhão. Em São Paulo, em 2009, formou a dupla “Adelson Barros e Michel”, que passou 11 anos na estrada, viajando por várias cidades e estados cantando e divulgando o trabalho.

Desde 2020, com o término da dupla, Adelson Barros vem se apresentando de forma solo, acompanhado por sua banda e cantando em diversos espaços/eventos. Adelson Barros possui um repertório passando pela variação de gêneros: sertanejo raiz, sertanejo romântico, sertanejo universitário, o popnejo, o funknejo e o arrocha.

Eliane Camargo – A professora, cantora, compositora, radialista e apresentadora de TV já foi ginasta, estudou Direito e nunca exerceu a carreira jurídica. Começou sua carreira na Rádio Cruzeiro do Sul em sua cidade natal, Londrina (PR) e após conhecer o empresário Renato Silveira Lima, optou por sua vocação musical, juntos administraram a casas de shows e lançaram os LPs, CDs, DVD da Eliane Camargo e idealizaram outros projetos dentre eles o “Festival Nacional da Música Sertaneja”, o “Programa de TV Eliane Camargo” que está no ar há mais de 27 anos e agora o “Programa Dedinho de Prosa.”

Beatriz Ribeiro – Cantora sertaneja paranaense da cidade de Ubiratã, residindo em São Paulo há quase 20 anos, com seis discos gravados, sendo o último álbum intitulado Clássicos da Música Sertaneja Vol.1, que traz a essência sertaneja para a cidade grande em um show voltado totalmente para o estilo sertanejo clássico, country, moda de viola, raiz, romântico e bailão. Já se apresentou com grandes nomes da música sertaneja como Chitãozinho & Xororó, Rick e Renner, Leonardo e Rio Negro e Solimões.

Zé Guela – (em memória) – José Ferreira da Silva, nascido na cidade de Marialva e criado em Maringá, Paraná, chegou a São Paulo com 18 anos com a vontade de tentar a carreira de cantor. Começou trabalhando como pintor de veículos, pois essa foi a profissão que aprendeu, e junto foi tentando sua carreira de cantor. Fez seu primeiro trabalho gravando cover de vários cantores no LP Sertanejo Bom Demais, no ano de 1987, pela RGE. Pelo potencial de sua voz, ganhou o apelido de Zé Goella, pois até os próprios cantores donos das músicas se confundiam com a semelhança da voz. No mesmo ano, também gravou o LP Canto da Terra, pela gravadora Globo Discos, com o cover de vários artistas. Lançou sua primeira dupla ainda em 1988, a Marsoll e Zé Guela. O disco de sucesso foi “Deus me deu a voz”. Em 1992, com o nome artístico de “Fabiano”, fez parte da dupla Vandré de Paula e Fabiano, sucesso ao interpretar canções da sambista Eliana de Lima na versão sertanejo. Seguiu sua carreira de sucesso, lançando discos e tocando em rádios. Faleceu em 2020.

Serviço: Dia Municipal da Música Raiz

Local: Câmara Municipal de São Paulo (Salão Nobre)

Endereço: Viaduto Jacareí, 100 – Bela Vista
Horário: Início às 19h
Entrada Gratuita

Por: Fabricio Junqueira | Betini Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *